terça-feira, 13 de março de 2018

Como é calculado o dólar no mercado negro? Entenda as artimanhas

Os viajantes que visitam a Argentina tem duas opções ou ficar loucos com a situação económica do país, ou (como os argentinos) tirar vantagem disso. A chave é tornar-se amigo do "dólar blue", o dólar do mercado negro.

A maioria dos países têm apenas um tipo de mudança... por isso o peso argentino é especial, por que tem dois. Se é que é raro. O peso tem valor oficial e o valor não oficial ( também chamado de dólar blue, que é o dólar do mercado negro). Cada vez que você mudar de dólares no mercado negro, você recebe muito mais pesos que se fez ao valor oficial.


Como isso acontece?


Não entre em pânico, não é nada do ouro do mundo, nem difícil. Primeiro nem bem você chegar no aeroporto, você vai poder obter pesos ao valor oficial. Em vários países, pensa antes de trocar seus dólares quanto você vai receber em troca, e muitas vezes os viajantes que preferem utilizar os cartões de débito e crédito que não fazem cargos no estrangeiro.

Mas, na Argentina, você deve esperar para chegar ao centro, onde você vai receber 70-90% mais por seus dólares."Um exemplo por favor"

Por exemplo, em outubro de 2014 o câmbio oficial era de r $8.45 – US$1. Então, se uma garrafa de Malbec custa $32 o valor oficial ou usando seus cartões vai pagar US$3.79. Mas se você usa o dólar blue que nessa data estava a r $14.60 – US$1, a mesma garrafa de Malbec se sairia somente US$2,19, ou 42% menos. Ao final de sua viagem, se você usa o dólar blue você terá feito uma diferença de 73%.

Isso parece com o mercado negro


Tecnicamente é ilegal. Mas não é um mercado tão clandestino como parece, já que é um mal necessário da economia argentina e milhares de pessoas usam diariamente.

Este mercado existe principalmente por dois motivos: a maioria dos argentinos não podem comprar dólares ao valor oficial e o peso argentino é muito instável. Conhecendo o peso, seu valor pode cair na picada da noite para o dia, é por isso que os argentinos não se arriscam a ficar com os seus pesos no bolso e decidem comprar dólares no mercado oficial para ter suas economias.

Assim que não te deves preocupar, nada vai acontecer com você. Imagine que jornais como o Escopo e Cronista publicados todos os dias o valor do dólar blue.

Onde eu os encontro?


Nas chamadas "cavernas", são casas de câmbio, disfarçadas de jóias e locais de compra de ouro. E também com os "árvores" (não se imagina alguém disfarçado) são simplesmente pessoas na rua que te perguntam se você quiser mudar o seu dinheiro. Se você estiver em Buenos Aires, e passas pela rua Florida é impossível não ouvir gritar "árvores" "a Mudança! O câmbio!".

E se você decidir sair de Buenos Aires, mas você deve consultar os locais onde há "árvores". Isso se, não espere ter câmbio taaaaaan favorável, como em Buenos Aires.

Outra opção é perguntar a algum conhecido que se você muda seus dólares. Como já disse, todos (todos!) querem dólares. Assim que traz de volta o dinheiro que você pode, você vai ver que me vai agradecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário