quarta-feira, 26 de julho de 2017

A relação entre estresse e queda de cabelo

A queda de cabelo vem afetando cada vez mais pessoas em todo mundo. O que antes era um problema enfrentando quase que exclusivamente por homens, tornou-se uma doença que não escolhe sexo e idade. Hoje, é muito comum encontramos mulheres que sofrem com a perda dos fios, além, é claro, dos homens.

Entre as várias causas da queda de cabelo, uma que vem se destacando entre as principais é o estresse. Isso mesmo, as pessoas que levam um dia-a-dia repleto de preocupações, uma rotina desgastante e muito atribulada vêm percebendo que os cabelos estão enfraquecendo e caindo com muito mais intensidade do que normalmente acontece com aqueles que não sofrem desse problema.

Alguns estudiosos do assunto destacam que um dos principais efeitos da queda de cabelo em decorrência do estresse é o número elevado de noradrenalina, que é um neurotransmissor responsável pelo interrompimento do crescimento dos fios capilares. Além disso, algumas alterações do sistema imunológico são responsáveis diretos por inflamações no couro cabeludo, e essas inflamações são responsáveis, diretamente, pelo retardo do crescimento de novos fios.

Existem diversas formas para evitar uma queda mais acentuada. De tratamentos caseiros para queda de cabelo, passando por medicamentos manipulados, e, até mesmo, acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra, já que, como a queda está associada ao estresse e uma rotina atribulada, esses profissionais são indicados para encontrar soluções para amenizar esse ritmo de vida mais intenso.

É claro que, dentre todas as opções para eliminar a queda indesejada, a melhor de todas, ainda é, a busca por um profissional ainda mais capacitado para o tratamento contra a queda de cabelo: o médico dermatologista. Com certeza, você terá um conhecido capaz de indicar um profissional capacitado e de confiança para ministrar esse tratamento.

Porém, algumas recomendações podemos indicar e são importantes para, ao menos, amenizar a queda indesejada dos fios capilares até que você consiga uma consulta com um especialista da área. A principal delas é alterar, drasticamente, o ritmo de vida. Com certeza, o excesso de trabalhos e os compromissos são responsáveis diretos pelo nível elevado de estresse. Por isso, que tal começar mudando alguns hábitos e adequando sua rotina ao seu novo estilo de vida? Crie algumas regras e objetivos, e claro, obedeça-os.

Com um tratamento adequado e algumas alterações na sua rotina de vida, podemos quase que afirmar que, se a queda de cabelo for algo decorrente, exclusivamente, do estresses, você logo se virá livre desse problema que incomoda muito!

Um comentário:

  1. A queda de cabelo é muito comum. Estava tendo, agora comprei vitaminas. Preciso só esperar no outlook entrar o código de rastreio para ver se está chegando. ACho que é hair loss blocker o nome. Vc tem mais indicações?

    ResponderExcluir